[ih!empreendi]
Como criar negócios para o mundo
online e offline?

Conteúdos multimídia iH!Criei neste artigo

vídeo
foto
infográfico
áudio
pesquisa
Não temos revisores, portanto, se você encontrar algum erro, por favor nos ajude entrando em contato, e, se você quiser entender o por quê, leia nosso manifesto.

Em meio há uma situação na qual – vira e mexe – eu me reconheço como empreendedora, quero dividir com vocês o que refleti sobre o título acima. Principalmente para aqueles que pensam ou já estão criando suas atividades nos dois “mundos”, o online e o offline. Eu, atualmente, decidi fazer parte dos dois. E você, já refletiu sobre isso? Acredite, se é empreendedor, deveria.

1617927_714173841967511_2133864805061928539_o
Foto: Patricia Bernal

Só pra fazer uma “intro” da minha vida, para quem não sabe, minha formação é como jornalista. Trabalhei em tv, rádio, revista, blogs, podcasts, e redes sociais, ora produzindo conteúdo para empresas de mídia, ora para setores de marketing, ora para empresas que gostariam de ter algum tipo de conteúdo, principalmente para publicar no meio digital.

Se você, como eu, caiu nesse universo do empreendedorismo digital, verá que estamos em um período de trabalho muito interessante – às vezes angustiante – mas, acima de tudo, interessante. Isso porque até o final do ano passado, meu trabalho e minhas ideias estavam muito ligadas a execução no universo offline, embora eu sempre usasse o digital como meio de distribuição, eu não usava o digital como “fonte de renda”.

As possibilidades do mundo digital deixam qualquer mente borbulhante cheia de lâmpadas que não desligam. Me incluo nessa. Afinal, a conclusão que se chega é que o universo online e offline podem ser preenchidos com suas ideias, trabalho, projetos e por aí vai. Uau, parece um verdadeiro paraíso para quem adora fazer acontecer e ama o que faz. E se pá, é.

Estava conversando com a coach Sílvia Pahins, da Patoá Consultoria, e ela disse o seguinte:

“Você vai perceber que as coisas no online acontecem bem mais rápido que no offline, em uma escala muito maior”.

– Sílvia Pahins

Naquele momento, eu respondi: “Mas quero muito manter os dois…eu adoro colocar a mão na massa…aliás a câmera na mão pra produzir material para as pessoas…dar vida aos projetos delas participando deles ativamente. Mas, com certeza, esse fator da educação é algo inspirador”. Ela sugeriu que eu criasse cursos educativos, quem sabe. E muito desse mundo online está ligado a educação, venda de produtos ou serviços online, e por aí vai.

E então, refletindo o sobre essa “pós reflexão” (hahah) eu HOJE me vejo como uma pessoa que deseja executar as duas coisas, mas estou indo com CALMA. Eu tenho consciência que o desafio de executar e participar dos dois mundos é muito grande. E foi aí que cheguei na temática desde post.

560166_10203439246915786_8225094686816473152_n
O casamento acima trabalhei como cinegrafista com minha câmera de entrada Canon t3i, clique aqui se quiser assistir ao vídeo.

Pra quem já está inserido ou já sacou qual é a da web, sabe-se que é um universo de possibilidades incrível. E quando avalio outras áreas, a sensação é a mesma. Pra muitas, mas muitas áreas é possível trabalhar nos dois. Mas, há quem escolha trabalhar em um dos dois universos, é de se pensar. Então, antes de você começar a PLANEJAR o seu business e criar seus sonhos, sugiro refletir sobre os pontos a seguir.

A PRIMEIRA PISADA

Vivendo a coisa toda na prática (mundo off e on), vejo que não é tão simples assim trabalhar com ambos. É na verdade um GIGANTESCO DESAFIO. E sim, são coisas bem diferentes – mas por se complementarem, e estarmos habituados a ficar plugado no mundo on, a gente nem sempre percebe. Então, para aqueles que assim como eu estão (ou estavam) nesse dilema, a primeira questão é decidir se vocês querem trabalhar nos dois mundos, ou se querem trabalhar em um só. Ok? Afinal, ambos tomam tempo e muita dedicação, e precisamos ter consciência disso para se preparar melhor.

PRIMEIRA PISADA RUMO AO EMPREENDEDORISMO: Você quer trabalhar servindo o mundo offline e o online?

1045070_582591955094235_831257011_n
A foto acima, tirei na Irlanda para um projeto meu chamado Pisadas pelo Mundo 

Bom, pensa aí. Para te ajudar a refletir, vou te trazer a minha visão do que seria offline e online.

>> O mundo offline

1. É onde você tem relação direta, ao vivo e a cores, com as pessoas.

2. É você “saindo de casa ou do office” e fazendo trabalhos ou até mesmo novos experimentos, utilizando a sua máquina, seja ela de falar, de fazer, de vender, de produzir e por aí vai.

3. É a interação com as coisas em forma do tocar – coisa que o meio digital não nos permite.

4. É onde você vê seus erros de forma mais contida, sem a experimentação ou crítica da massa.

5. É uma análise mais minuciosa durante todo o processo, afinal você está negociando com um de cada vez.

6. O seu tempo é dedicado a “1 pessoa de cada vez”. É um trabalho mais artesanal.

7. O tempo, execução, produção e entrega passa em um ritmo mais devagar. Como o atendimento é mais individual há essa flexibilidade e determinação dos prazos de cada um.

8. Sua criatividade trabalha em um nível de envolvimento mais profundo com o serviço ou cliente, pois você está a vender cara a cara ou a prestar o serviço na mesma pegada.

9. Há um limite pré-estabelecido, como por exemplo, a entrega se encerra após o serviço executado – a não ser que você inicie novos projetos com aquela pessoa ou que você trabalhe com produtos que exigem garantia, manutenção ou suporte necessário. Na área de serviços geralmente se encerra quando o serviço é executado e finalizado.

>> O mundo online

1. É onde você consegue atingir um maior número de pessoas em um curto espaço de tempo.

2. É onde você passa a criar e usar ferramentas da tecnologias nas mais diversas ações e propostas de forma interativa – utilizando redes sociais, plataformas de tudo que é tipo, estratégias de marketing, uso de softwares para otimização, e por aí vai.

3. É uma laboratório onde você sabe o resultado – de centenas ou milhares de feedbacks – de forma rápida.

4. É onde você pode estar em qualquer lugar do mundo e ainda assim continuar executando seu trabalho.

5. É onde você pode se dedicar a muitas pessoas em um mesmo projeto.

6. É onde você gera um trabalho que, enquanto estiver publicado, ele terá a possibilidade de nunca parar de crescer e continuar te rendendo frutos – seja reconhecimento, ajuda ao próximo, dinheiro, e por aí vai.

7. É onde você vê uma reação de forma mais aberta (mundo da web), descontrolada e no qual pode causar um efeito dominó – seja positivo ou negativo – É bom que esteja preparado pra ambos!

8. É onde a interação e divulgação ocorrem de forma mais rápida.

9. É onde você tem o conforto de seu lar em horas que você não gostaria de ter que ir pra rua.

10. Neste campo, é preciso oferecer um suporte a longo prazo.

Bom pessoal esses são alguns pontos que me vieram a mente sobre as diferenças de se trabalhar em ambos. No meio digital eu ainda estou engatinhando, e o pouco que eu já engatinhei, me surpreendeu. Mas, eu não consigo abrir mão do mundo offline. Enfim, espero que esses pontos tenham lhe ajudado na reflexão, pois se você está criando o seu negócio, é preciso ter consciência de cada etapa. Se você conseguir chegar em uma outra resposta, faz um comentário abaixo, vou ficar feliz de ter ajudado!

A caminhada continua, e a próxima etapa é começar a conversar sobre o segundo passo, o PLANEJAMENTO CRIATIVO do seu modo de empreender. Por que criativo? Porque ele é livre, aberto e mutável. Ao menos, o meu vai ter que ser assim. E por isso estou criando alguma metodologia pra que essa teoria de certo! 😉

Como você se sentiu depois de aprender com este conteúdo?
  • Quero+ (0%)
  • Chocado (0%)
  • Inspirado (0%)
  • Curioso (0%)
  • Surpreso (0%)
  • Feliz (0%)
  • desanimado (0%)
Patricia Bernal

Sobre Patricia Bernal

Sou fundadora e curadora do portal IH!CRIEI, apaixonada pela transformação que a criatividade humana pode impactar! Atualmente estudo o mercado criativo, transformação digital e tudo que envolve inovação em gestão e negócios criativos. Sou Jornalista, Fotógrafa, Filmmaker, Educadora e Palestrante, além de pesquisadora autônoma. Dentro de nossa classificação pra Economia Criativa, sou da área de Comunicação Instantânea, com especialização em conteúdo Multimídias e em StoryMídias, com especialização em Audiovisual. "Espero contribuir com um conteúdo que inspire e ajude as pessoas a fazer um melhor proveito da criatividade, gestão e autonomia de carreira e negócios nas áreas criativas e no mundo digital". Se quiser conhecer um pouco de meu olhar criativo, acesse www.patriciabernal.me

FacebookWhatsApp
- Gostou? Compartilhe!

VEJA MAIS

 

COMENTÁRIOS

  1. AvatarLita

    Parabéns! Talentosa Patrícia! Que vídeos bem feitos e editados! Quanta sensibilidade!
    Sucesso!!! E cada vez mais reconhecimento!

    Responder
  2. AvatarFernanda

    Desculpa, vou repostar meu comentário, pois o autocompletar me “sacaneou legal”

    Adorei seus videos, fiquei realmente encantada pela sua perspectiva e pela forma que você conta a estória! Parabéns. Inspirador!

    Responder
    1. Patricia BernalPatricia Bernal Autor do post

      Oi Fernanda, quanto tempo!! Não tinha visto seu comentário aqui, haha que loucura! Espero que esteja bem!! 😉 Obrigada por esse feedback também! Vimos tarde, mas vimos! Abraços!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *