Áreas de estudo e atuação em
Brinquedos e Jogos

Conteúdos multimídia iH!Criei neste artigo

vídeo
foto
infográfico
áudio
pesquisa
Não temos revisores, portanto, se você encontrar algum erro, por favor nos ajude entrando em contato, e, se você quiser entender o por quê, leia nosso manifesto.

Todo mundo adora brincar, mesmo que seja adulto. Agora pra que o brinquedo ou aquele game board legal chegue nas suas mãos tem todo um processo, certo? E se você está interessado em trabalhar com isso, vamos ver algumas áreas a seguir:

E o mercado, como que é? Vamos a um dado internacional trazido no livro de John Howkins, “Economia Criativa – Como ganhar dinheiro com ideias criativas”, (Ed. MBooks), de que em 2005 (ou seja, mais de 10 anos atrás), o mercado mundial de jogos era estimado em US$ 22 bilhões, cerca de 40% do mercado mundial, e chegou a apresentar um crescimento na Europa de 21% se comparados a 2000. Segundo ele, a China é o principal produtor de jogos mundiais, chegando a fornecer 95% dos brinquedos comprados na Europa e EUA. Estamos pesquisando ainda, mas acreditamos que no Brasil não seja tão diferente.

Infelizmente há muitos poucos dados disponíveis sobre esse mercado – e por sermos uma somos slow media, queremos trazer a melhor informação pra você, respeitando nosso tempo e análises também. Temos bastante trabalho pela frente para trazer mais informações não só nesta área, como tantas outras criativas.

Já para entrar nesse mercado, é importante você ter alguma formação, se for dentro da área criativa melhor ainda, pois é uma atividade que exige não necessariamente uma técnica específica, mas um olhar criativo, e, em especial, pessoas com talentos em StoryMídias, Comunicação Instantânea e Hábitos Human+Tech, poderão agregar mais ao time estratégico que pensa em um jogo ou brinquedo por conta das habilidades técnicas presentes. Embora não seja uma área muito divulgada como “opção de trabalho”, é possível começar em um estágio – e por isso a faculdade também é importante – em um estúdio ou fábrica de jogos.

Uma unidade do Senac, no Rio de Janeiro abriu ano passado, um curso para criação de jogos de tabuleiro. As aulas apresentam temas como história e estilo de jogos analógicos, storyboard, prototipação, mecânicas, narrativas, estética e documentação. Tem duração de 12 aulas e investimento de R$ 756.

Como você se sentiu depois de aprender com este conteúdo?
  • Quero+ (0%)
  • Chocado (0%)
  • Inspirado (0%)
  • Curioso (0%)
  • Surpreso (0%)
  • Feliz (0%)
  • desanimado (0%)
Patricia Bernal

Sobre Patricia Bernal

Sou fundadora e curadora do portal IH!CRIEI, apaixonada pela transformação que a criatividade humana pode impactar! Atualmente estudo o mercado criativo, transformação digital e tudo que envolve inovação em gestão e negócios criativos. Sou Jornalista, Fotógrafa, Filmmaker, Educadora e Palestrante, além de pesquisadora autônoma. Dentro de nossa classificação pra Economia Criativa, sou da área de Comunicação Instantânea, com especialização em conteúdo Multimídias e em StoryMídias, com especialização em Audiovisual. "Espero contribuir com um conteúdo que inspire e ajude as pessoas a fazer um melhor proveito da criatividade, gestão e autonomia de carreira e negócios nas áreas criativas e no mundo digital". Se quiser conhecer um pouco de meu olhar criativo, acesse www.patriciabernal.me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *