Como começo em Artes Visuais?

Conteúdos multimídia iH!Criei neste artigo

vídeo
foto
infográfico
áudio
pesquisa
Não temos revisores, portanto, se você encontrar algum erro, por favor nos ajude entrando em contato, e, se você quiser entender o por quê, leia nosso manifesto.

A beleza das artes visuais, assim como cinema e outras mídias, música, e várias áreas da Economia Criativa retratam momentos históricos, emoções, o tempo, e tem cada vez mais tido um importante papel como crítica social do mundo ao nosso redor – um exemplo, de grafite com essa proposta é Bansky. Além disso, com a possibilidade de difundir o trabalho na internet, cada vez mais artistas são reconhecidos ao redor do mundo – e podem ter o seu espaço não só como forma de expressão, mas como remuneração pelo seu talento.

A área está indo bem no mercado, como apontado pelo jornal O Globo em 2018. Por exemplo, a SP-Arte que é a maior feira dessa área na América Latina teve um aumento considerável de público e de participantes entre artistas e galerias. Por isso, anime-se!

“As coisas realmente mágicas são as que acontecem bem na frente de você. Muitas vezes você continua procurando beleza, mas já está lá. E se você olhar com um pouco mais de intenção, você vê. “

  – Vik Muniz, artista plástico brasileiro

Para seguir carreira em Artes Visuais, existem diversas formações. Normalmente o estudo das Artes Visuais é composto por treino em desenho, aprendendo técnicas, como observar ângulos, poses, e escolas de estilo, além de estudar grandes artistas como Michelangelo e Caravaggio, treinar o básico de Escultura, ir a fundo na história da arte, etc.

Sendo autodidata, você pode praticar as habilidades que você já tem “naturalmente”, fazer cursos livres on e offline, e aos poucos, ter um portfólio e uma rede de contatos que te ajude a expandir a sua arte, e, se você for bom nisso tudo, poderá evoluir rápido na carreira. Outro jeito mais tradicional é cursar uma faculdade, que ajuda não só no conhecimento, mas em muitos lugares, a valorizar o seu trabalho como um profissional – não que seja essencial, mas mostra que você passou por um processo teórico e técnico, e, caso você queira dar aulas, é uma condição obrigatória ter graduação e pós.

Como gostamos sempre de frizar, os cursos citados a seguir foram achados em nossas pesquisas, e não pela nossa experiência particular, então não podemos opinar se são realmente bons.

Para quem não faz ideia pra onde ir, tem a Faculdade Pitágoras, em Minas Gerais, a Anhembi Morumbi e Cruzeiro do Sul (em vários polos no país), além da Belas Artes, USP e Unicamp no estado de São Paulo – em geral são as mais procuradas. Em Mato Grosso do Sul, você também pode optar pelo Instituto InterClasse. Caso você tenha estudado em alguma dessas instituições, nos mande um e-mail contando sua experiência, queremos saber!

Para quem pensa em seguir a carreira acadêmica, saiba que ela é um meio muito frutífero, tanto para quem dá as aulas quanto para quem ensina – afinal ensinar artes, em qualquer idade, instiga e faz a nossa criatividade crescer e florescer. O Guia do Estudante mostra que pra quem quer ir pra sala de aula, as regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país são as com maior número de vagas, fica a dica!

Ou, se você quiser estudar como um hobby, e ver se tem talento, nem que seja como expressão, meditação ou o que for, não hesite em experimentar! Combinado?

Arte da capa: Anastacia Sholik

Como você se sentiu depois de aprender com este conteúdo?
  • Quero+ (0%)
  • Chocado (0%)
  • Inspirado (0%)
  • Curioso (0%)
  • Surpreso (0%)
  • Feliz (0%)
  • desanimado (0%)

Sobre Patricia Bernal

Sou fundadora e curadora do portal IH!CRIEI, apaixonada pela transformação que a criatividade humana pode impactar! Atualmente estudo o mercado criativo, transformação digital e tudo que envolve inovação em gestão e negócios criativos. Sou Jornalista, Fotógrafa, Filmmaker, Educadora e Palestrante, além de pesquisadora autônoma. Dentro de nossa classificação pra Economia Criativa, sou da área de Comunicação Instantânea, com especialização em conteúdo Multimídias e em StoryMídias, com especialização em Audiovisual. "Espero contribuir com um conteúdo que inspire e ajude as pessoas a fazer um melhor proveito da criatividade, gestão e autonomia de carreira e negócios nas áreas criativas e no mundo digital". Se quiser conhecer um pouco de meu olhar criativo, acesse www.patriciabernal.me

Este post foi publicado em Artes Visuais e marcado com a tag em por .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *